01/09/2010

Confira blog do III Seminário e repercussões pelo twitter

Conteúdo sobre o III Seminário do Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo, que completa 5 anos em 2010, pode ser acessado pelo blog www.reporterbrasil.org.br/seminario e pelo twitter (@pacto_nacional)

Por Repórter Brasil

As discussões e debates do III Seminário do Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo, realizado nesta quarta-feira (1) em São Paulo (SP), podem ser conferidas por meio da internet. O evento marcou os cinco anos da iniciativa que reúne mais de 130 empresas que se comprometeram a erradicar o trabalho escravo no Brasil.

Endereço do blog do evento:
http://www.reporterbrasil.org.br/seminario.

Usuários do twitter podem conferir mais detalhes em: http://www.twitter.com/pacto_nacional.

E o conteúdo produzido coletivamente em torno do tema está reunido sob: #trabalhoescravo.

Saiba mais
O Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo, que reúne mais de 130 empresas e organizações para combater o trabalho escravo na economia brasileira, está completando cinco anos. No próximo dia 1º de setembro, o Comitê de Coordenação e Monitoramento do Pacto realizará seu terceiro seminário nacional para discutir os avanços obtidos até agora e os desafios que ainda existem para erradicar esse crime contra os direitos humanos.

O encontro, que ganha caráter internacional nesta edição, reunirá os signatários para um balanço do cumprimento do acordo, a apresentação de resultados do monitoramento e discussões sobre a situação nas cadeias produtivas com incidência desse problema, além de apresentações de boas práticas empresariais contra a escravidão contemporânea.

Os signatários do Pacto Nacional assumiram o compromisso de cortar relações comerciais com fazendas e empresas envolvidas em casos de trabalho escravo e de promover o trabalho decente. O Brasil tem mais de 17 milhões de trabalhadores rurais, distribuídos em mais de 4,5 milhões de propriedades rurais. Parte considerável desse universo sofre influência, direta ou indireta, das empresas e associações signatárias do Pacto, que representam mais de 20% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro.

Devido à importância do Pacto Nacional, a promoção e defesa da iniciativa foi incorporada ao 2º Plano Nacional para a Erradicação do Trabalho Escravo, lançado em setembro de 2008 pelo governo federal. O acordo é considerado um exemplo internacional no combate à escravidão contemporânea.

expediente | contato